Pular para o conteúdo principal

Richard Baxter o Pastor Aprovado

Estátua de Richard Baxter

Quer conhecer um pastor realmente aprovado, um modelo de pastor? Vamos então  conhecer um puritano.
Entre  os teólogos  e pastores Puritanos  do Século XVII   destaca-se  Richard Baxter.
Nascido em Rowton - Chester ano de  1615.   Ele estudou na   Escola Pública Donnington. Completou seus estudos e foi   foi ordenado diácono pelo Bispo de Worcester  em 1638,   trabalhou como preletor e co-pastor em Kidderminster.  Serviu como capelão no Exército do Parlamento até 1647, retornando a Kidderminster como pastor. Pastoreou até o ano de 1661.
 Nesta cidade ele empreendeu um dos mais bem sucedidos ministérios pastorais que temos notícia e do qual falaremos em breve com mais detalhes.
Baxter só casou  após ter sido removido das funções pastorais.  Casou-se com Margaret, que foi uma jovem convertida em seu ministério, em 19 de setembro de 1662.  
Ele foi expulso de seu pastorado em razão de  ter se recusado a assinar o Ato de Uniformidade, promulgado em 1662. O Ato de Uniformidade de 1662, que obrigava o uso do Livro de Oração Comum e exigia a ordenação episcopal dos Clérigos . Por causa disto cerca de 2.000 ministros puritanos  se viram forçados a deixar a Igreja da Inglaterra, inclusive Richard Baxter .  Ele também recusou o bispado quando lhe foi oferecido posteriormente, pois a condição era a assinatura do Ato , o que ele terminantemente se negou.
Ele foi  principal porta-voz dos não conformistas durante vinte anos e por isso foi preso   durante uma semana em 1636 e por 21 meses no ano de 1685 e 1686.
 Baxter morreu em 8 de dezembro de 1691.


 Baxter - o Pastor

O Dr. J. I. Packer descreve Baxter como " o mais notável pastor, evangelista e escritor sobre temas práticos e devocionais que o puritanismo produziu"
Richard Baxter foi um pastor admirável. Seu exemplo de sucesso em  Kidderminster,atravessa gerações.  Alguns dizem que o seu zelo pastoral foi incomparável.
Esta  cidade era pequena, nas dimensões de uma vila atualmente. Kindderminster era uma cidade com cerca de 800 lares e 2000 pessoas. Eles eram pessoas desprovidas de senso religioso e de piedade cristã. Adoravam festas e bailes e todos os tipos de imoralidade. Um grande desafio para o pastor local. Grandes desafios combinam com  pessoas como Baxter. Ele se empenhou em fazer daquele povo ignorante e despreocupado, uma verdadeira congregação do Senhor. Ele investiu em visitação pastoral como algo realmente essencial para a mudança da  situação da cidade.
Ele também possuía grande ardor na pregação.  Um bom pastor também precisa ser um bom pregador e Baxter fazia os dois serviços muito bem. Ele ministrava regularmente   nos domingos e nas quintas  com duração média de uma hora, Baxter discorria sobre as doutrinas básicas do cristianismo.  Não havia nada mais importante , entre as tarefas pastorais do que o ensino das verdades bíblicas, seja ele no púltpito ou pessoalmente. Sua maneira de ensinar era clara, concisa e objetiva para que o mais leigo da congregação pudesse entender.
  
“Quando comecei meus trabalhos, tive cuidado especial por todos os que eram humildes, reformados ou convertidos. Mas, quando já havia trabalhado por bom tempo, aprouve a Deus que os convertidos fossem tantos, que não pude me dar ao luxo de gastar tempo com observações particulares; famílias e considerável número de pessoas vieram de uma só vez, amadureceram e cresceram, de um modo que não sei explicar”. 
(Citação "O Pastor Aprovado" -“The Reformed Pastor” )


 O pastor Inglês fazia da  visitação familiar uma prioridade ministerial ao lado da pregação regular. Ele também incitava seu rebanho a procurá-lo em busca de aconselhamento e orientação sempre que necessário.
 Não importava  a situação aparente da pessoa a receber a visita, ele insistia na necessidade da compreensão total e profunda de temas básicos do Evangelho, como a necessidade de arrependimento, fé e confiança em Cristo Jesus.
  
“No Dia do Senhor, qualquer um que caminhasse pelas ruas poderia ouvir centenas de famílias cantando salmos e repetindo sermões. Quando cheguei ali, somente uma família, em cada rua, adorava a Deus e invocava o seu nome. Quando saí, havia algumas ruas em que não havia nem uma família que não confessasse uma piedade séria, que nos dava esperança quanto à sinceridade deles.”
 (Citação "O Pastor Aprovado" -“The Reformed Pastor” )

Baxter enxergava a visita pastoral como oportunidade ímpar  de verificar pessoalmente o andamento da vida espiritual do seu rebanho, procurando , com zelo, dedicação e amor, corrigir, exortar, ensinar e admoestar sua congregação através destas visitas.
Começava sua  a visita com uma oração e leitura da Escritura. Após isso inquiria individualmente os membros da família sobre sua vida com Deus e orava com cada um. Fazia mais algum comentário bíblico em geral e se despedia com uma oração. Lembrava-se sempre  de tomar notas a cada visita.
Em resumo o diferencial de Baxter era o zelo por discipular pessoalmente seu rebanho, ensiná-lo no essencial da fé cristã e oferecer-lhes um modelo digno para que o povo lhe imitasse.
Os resultados deste processo foram prodigiosos!
No prédio da igreja cabiam 1.000 pessoas. Cinco galerias foram acrescentadas para acomodar a congregação.
A cidade foi totalmente modificada em seu antigo padrão de conduta. Havia em todas as casas
 Baxter foi convidado a falar  sobre seu método de visitação e ministração em uma reunião de pastores na Worcentershire Ministerial Association . Por se encontrar enfermo, não pode ir, em seu lugar ele prepara um esboço que mais tarde foi ampliado e publicado na forma de livro, o famoso The Reformed Pastor, que foi  traduzido de forma livre para o Português, para manter seu significado mais pleno , chamando-se O Pastor Aprovado.  O livro trata baseado em Atos 28.26. 
Ele dizia: 

“os pastores ou bispos da igreja de Cristo devem ter grande cuidado consigo mesmos, com todos dos seus rebanhos, em todas as áreas do trabalho pastoral”.

George Whitfield, ao visitar o vilarejo de Kinderminster, fica impressionado com os efeitos do ministério de Baxter naquele lugar.

 Teólogos, pastores e pregadores foram influenciados pelos escritos de Baxter  até hoje. Certamente, ele foi um exemplo de pastor aprovado.





Fontes

O Pastor Aprovado - PES- Editora


Comentários

Blog do Vitor pelo mundo- agora

Total de visualizações