Pular para o conteúdo principal

CINCO SOLAS - Fundamentos da Fé

CINCO SOLAS
Lutero, Calvino, Zwínglio,  junto com mais um batalhão de reformadores menos conhecidos, lutaram a vida toda para restabelecer  estas doutrinas apostólicas fundamentais. Estas doutrinas haviam sido esquecidas e , muitas vezes sufocadas, pela Igreja Institucional durante a Idade Média.



São cinco doutrinas,  muito importantes, doutrinas negligenciadas e que necessitaram de um resgate vigoroso e vibrante pelos reformadores. São artigos pelos quais a igreja se sustenta ou cai. Hoje elas precisam de novo impulso para serem recolocadas no centro do culto evangélico.
Vamos à elas:




Sola Gratia

Somente  a Graça -  Baseada no texto da Carta de Paulo aos Efésios 2.8-10, esta doutrina afirma que  toda a obra de salvação ,  é exclusivamente realizada por Deus, desde o começo  até o fim. Não há obras, não há bem algum que nos faça menos dignos da ira justa do Senhor. Nada nos torna melhores perante Ele, nossa situação é de extrema miséria e incapacidade.
O homem não tem nenhum mérito por esta salvação e ele não tem capacidade alguma de desvincular-se do estado de corrupção e morte em que esta submetido, a não ser que a maravilhosa graça de Deus o resgate.

“Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2.8-9).






Sola Fide 

Somente a Fé - que nos diz que temos que ter fé naquele que criou tudo e é dono de tudo, porque assim crendo nele através da fé estaremos junto a Deus, junto aquele que existe e recompensa os que os buscam (Hebreus 11.6).
A fé é o resultado da operação da graça em nossos corações. A fé gera vida e afasta a morte.(Rm 1.17)
Não uma fé qualquer, não uma fé em algum pastor ,líder espiritual ou palavra profética, mas a fé em Deus , a fé em Cristo, a fé na obra redentora executada na cruz do Calvário. A fé na justificação  que nos foi outorgada pelo Senhor e pela qual somos eternamente gratos.
A doutrina Sola Fide é a base máxima da Reforma, questão central para a doutrina evangélica. Lutero chamou de "doutrina pela qual a igreja permanece ou cai" (latimarticulus stantis et cadentis ecclesiae).




Sola Scriptura

 Somente a Escritura - ensina de que a Bíblia é a única palavra autorizada e inspirada diretamente por Deus e, é a máxima fonte para a doutrina cristã, sendo acessível a todos (1 Timóteo 1.15).
Este artigo não está ensinando o desprezo por toda outra fonte de autoridade espiritual como alguns pensam, pelo contrário, devemos respeitar a tradição, a liderança espiritual e o orientações que os mestres e professores da Igreja nos repassam. Porém acima de toda autoridade está a Palavra Viva de Deus , a Bíblia Sagrada. Ela é a Última Palavra de Deus para a Igreja  e toda autoridade espiritual deve estar sujeita à Ela .A Bíblia é suficiente e indispensável para nos ensinar sobre a salvação do pecado, e é o paradigma em que nossa vida deve se pautar. Neste sentido não há Credo , Concílio ou indivíduo que tenha autoridade superior a Palavra Escrita de Deus.





Solo Christus 

Somente Cristo - diz que Cristo é o único mediador entre Deus e a Humanidade, e que não há salvação através de nenhum outro, o que significa que a salvação é somente por Cristo (João 14.6).
Não há justificação, sem Cristo, salvação sem  que Cristo seja pregado, não há culto a Deus sem o intermédio de Cristo, não há Igreja sem Cristo. Jesus, o Cristo Histórico, é o centro de tudo na vida do verdadeiro salvo.Ele merece todo louvor pois fez tudo que era necessário para que pudéssemos ser livres da condenação eterna e aptos a morar para sempre com Deus. Nenhum homem, santo, pastor ou líder espiritual media nosso relacionamento com Jesus.  





Soli Deo Gloria 

Só a Deus Glória - toda glória é dada somente a Deus, pois a salvação é realizada através de sua vontade e ação e não só da toda suficiência expiação de Jesus na cruz, mas também o dom da fé em que a expiação, é criada no coração do crente pelo Espírito Santo (João 14.16-18).
A glória de Deus é a manifestação da grandeza e da beleza divinas. Ela deve ser evidenciada na vida do crente  e especialmente em  seu culto público. A Glória pertence somente ao Senhor, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Tanto os apóstolos, como mártires, homens de Deus que passaram pela terra, anjos, arcanjos , enfim nenhum outro ser deve ser glorificado. Só o Senhor merece glória, só ele é Digno. O ser humano foi criado para a glória de Deus. Como o homem foi criado para dar glória a Deus tudo que ele faz deve ser destinado à glória de Deus.

 Não se pode pensar em uma Igreja Evangélica que não assuma estes cinco pontos como fundamentos de sua espiritualidade. Mesmo assim percebemos que hoje em dia existem vários grupos que se autodenominam herdeiros da reforma  , chamam-se de Igreja Evangélicas mas não mantém vínculo algum com estas fundamentais e inamovíveis colunas   deixadas pelos escritores bíblicos e retomadas pelos reformadores.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trindade Imanente e Trindade Econômica

Não se pode estudar Teologia do ponto de vista ortodoxo sem refletir a respeito da doutrina Trindade. A grande maioria das Igrejas cristãs abraça esta doutrina. Ela é básica para o Cristianismo.  A Declaração típica do credo cristão histórico é: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo .
Os judeus do tempo de Jesus davam muita ênfase à unidade de Deus, e esta ênfase foi trazida para dentro da igreja cristã. Não muito tempo depois,  estudiosos da Bíblia notaram que a Unidade ensinada no Judaísmo não era tão evidente assim como se entendia na época. Analisando as afirmações de Cristo e as revelações do apóstolo Paulo chegou-se a conclusão de uma Triunidade, também chamada de  Trindade .
Tertuliano (ca. 160 - ca. 220 d.C.) foi o teólogo responsável pelo desenvolvimento do termo Trindade, ele criou a palavra “Trindade” (no latim, Trinitas), esse termo desde a sua época tornou-se característico da teologia cristã. Muitos teólogos do cristi…

Um caminho sujo para o jovem limpo - Salmo 119.9

Com que purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a tua palavra.  Salmo 119.9

Imagine comigo uma cena : um rapaz  limpo e  cuidadoso , com vestes muito brancas, tem de  cruzar por um caminho difícil e sujo para chegar ao seu destino. Para complicar , o lugar que o espera só o receberá se estiver com suas  vestes limpas. A trilha é lamacenta e ele irá inevitavelmente se sujar. Não há grama, concreto, pedras ou algum atalho identificável, ele terá que passar pelo barro. Para um jovem asseado como ele , a sujeira é desafiadora, incômoda, detestável. Sua aflição é grande por que sabe ter que trilhar este caminho. Mas imagine também que ele ouça alguém que lhe dirige a palavra dizendo: por aqui, escute a minha voz, siga por este caminho, desvie dos buracos. Mais adiante  esta voz lhe  avisa sobre uma poça, um galho, um obstáculo e assim  por diante, conselho sobre conselho, ele vai seguindo sem duvidar que essa voz lhe manterá  longe da sujeira e dos perigos do caminho. Não prec…

Os Pais capadócios

A região da Capadócia (também conhecida como Província da Capadócia) era localizada na área centro-oriental da Anatólia na moderna Turquia. Era um dos domínios romanos da região da Ásia Menor. Os Pais Capadócios foram três notáveis teólogos que viveram nesta região entre os concílios de Niceia (325) e o de Constantinopla (381). Sendo que suas contribuições para o Concilio constantinopolitano foram especialmente  relevantes. São eles  Basílio, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa  e ficaram  conhecidos como os  Padres Capadócios.
Os três foram grandes amigos do assim chamado “Campeão da Ortodoxia” Atanásio, ou Atanásio de Alexandria , e criaram fórmulas para desenvolver a doutrina da Trindade de forma a ser aceita pela maioria dos teólogos da época. Basílio de Cesaréia e Gregório de Nissa eram irmãos, sendo que Basílio, que era seis anos mais velho, foi quem ensinou os princípios elementares da fé a seu irmão mais novo Gregório. Gregório de Nazianzo foi amigo íntimo dos dois, compartil…