Pular para o conteúdo principal

Em nome da Piedade. Salmo 119 .58

Roguei deveras o teu favor com todo o meu coração; tem piedade de mim, segundo a tua palavra. Salmo 119 .58

Se há uma coisa que  todo crente precisa conhecer sobre Deus é que ele é piedoso. Ele é a fonte de toda bondade e todo amor que existe no mundo. Mas Deus não é recíproco, ele não espera ser amado para amar, não espera ser chamado para buscar e não espera que sejamos os homens mais perfeitos para nos abençoar.
Ele nos salva, nos cura , liberta, restaura, transforma, nos dá bênção espirituais, bênçãos materiais, tudo por apenas um único motivo:
Ele é Bom , Ele é Piedoso.
Olhemos esta oração. Ela é uma oração de profunda dor , profunda aflição. O salmista está tomado por uma angústia aterradora e isto se mostra nas ênfases repetidas da oração.
Eu Roguei - Ele pediu encarecidamente, suplicou.
Deveras - Com muita sinceridade, com muita honestidade.
O teu favor - Existia alguma causa importante, que o escritor não comenta, e que o faz instar o favor divino.
Todo coração - Ele queria mostrar o quanto era importante para ele alcançar o favor divino, ele estava inteiramente entregue a esta busca.
Eis aqui o cerne da oração, aquilo sobre o qual nossa comunhão com Deus fica de pé ou cai. O princípio número um da comunhão  e da unidade com Deus. Observe que o escritor  clama por piedade, ele não clama porque o Senhor lhe deva  abençoar, não por que tem algum direito, mas ele faz sua súplica  em nome da Piedade Divina.
Em nome da Piedade Divina também  nos achegamos a Deus, contritos, cheios de falhas, de defeitos, estamos lá, não temos como negociar com Deus, mesmo assim temos um pedido a apresentar, temos uma petição.Tudo sem mérito algum de nossa parte, confiados na sua Santa Piedade.
Olhamos, nada nos garante acesso ao Rei, nada nos garante que seremos ouvidos, que teremos nossa prece recebida. Nada! Somos maus e pecadores. Mas mesmo assim sentimos uma confiança inexplicável para orar, para buscar o favor do Senhor, mas isso por quê?
Isso por que chegamos humildes aos pés do Senhor confiando na sua piedade. Essa piedade está clara e abundantemente  testemunhada na Palavra de Deus, ali percebemos quanto Deus se compadece daquele que reconhecendo sua insignificância, o seu erro  e sua miséria vem a Deus clamar por sua piedade. São 130 salmos que falam , direta ou indiretamente sobre a misericórdia e piedade divinas.
Moisés foi posto no cesto por sua mãe e irmã, antes de ter feito qualquer coisa de boa ou má, Deus simplesmente teve piedade dele. (Hebreus 11.23)
Deus teve piedade do idólatra e mau rei Acabe,  quando arrependido e humilhado clamou por misericórdia (1 Reis 21.27,29), também do profano rei Manassés (2 Crônicas 33.1-17). Estes foram casos terríveis em que os reis desceram ao fundo do poço da maldade, mas que, se arrependeram, se lamentaram e Deus lhes concedeu salvação. E o único motivo disto é sua grande piedade.
É maravilhoso saber que o Senhor pode se compadecer do pior pecador, isso nos reconforta, nos dá ânimo para prosseguir, afinal, como Deus é  piedoso para conosco!
  Ah como é maravilhoso saber que Deus é piedoso, que ele não nos rejeita por sermos maus, ele levanta o caído, restituí o abatido, ergue e transforma o que foi rejeitado pelo mundo.

Em nome da Divina Piedade temos confiança que nosso  querido Pai nos ouvirá, perdoará nossos pecados e nos restaurará!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zwínglio o Reformador Completo

Huldreich Zwínglio (1484-1531) foi um homem formidável, acima de seu tempo. Viveu pouco tempo (47 anos) e não é tão conhecido hoje como Calvino ou Lutero, no círculo evangélico. Ele era um teólogo excepcionalmente capaz como Calvino , como também possuía qualidades de liderança e fibra que se distinguiam na personalidade de Lutero.
Zwínglio foi o líder da reforma suíça e fundador das igrejas reformadas suíças. Independentemente de Martinho Lutero, Zwínglio chegou a conclusões semelhantes pelo estudo das Escrituras. Os dois não foram influenciados em suas teologias um pelo outro, suas reformas e inovações se deram em paralelo, naturalmente guiados pelo Espírito Santo.
Ele foi famoso por propor, assim como Lutero, algumas teses que confrontavam a teologia romana. Os 67 artigos de Zwínglio. Clique AQUI para conhecer os 67 Artigos de Zwínglio. Zwínglio contrastava de Lutero pois , apesar de enérgico e implacável contra os desmandos do papa e as heresias romanas , ele sempre contestava …

Trindade Imanente e Trindade Econômica

Não se pode estudar Teologia do ponto de vista ortodoxo sem refletir a respeito da doutrina Trindade. A grande maioria das Igrejas cristãs abraça esta doutrina. Ela é básica para o Cristianismo.  A Declaração típica do credo cristão histórico é: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo .
Os judeus do tempo de Jesus davam muita ênfase à unidade de Deus, e esta ênfase foi trazida para dentro da igreja cristã. Não muito tempo depois,  estudiosos da Bíblia notaram que a Unidade ensinada no Judaísmo não era tão evidente assim como se entendia na época. Analisando as afirmações de Cristo e as revelações do apóstolo Paulo chegou-se a conclusão de uma Triunidade, também chamada de  Trindade .
Tertuliano (ca. 160 - ca. 220 d.C.) foi o teólogo responsável pelo desenvolvimento do termo Trindade, ele criou a palavra “Trindade” (no latim, Trinitas), esse termo desde a sua época tornou-se característico da teologia cristã. Muitos teólogos do cristi…

A Importância da Reforma nos nossos dias

A Importância da Reforma nos nossos dias

Olá irmãos em Cristo. Estamos em clima de festa, pois no dia 31 de outubro comemoramos o aniversário da Reforma Protestante. E a convite do meu amigo Vitor, estou aqui para fazer um breve texto sobre a importância da Reforma nos nossos dias atuais.
Pouco se ouve falar da Reforma nos nossos dias atuais. A mídia tenta encobrir essa data com o Halloween, e as escolas quando falam sobre o assunto, na maioria dos casos, coloca os reformadores como os “vilões” da história.
A Reforma começou na Alemanha, no ano de 1517, quando o então cardeal da Igreja Católica Martinho Lutero se opôs a algumas regras e normas impostas pela Igreja Católica, como as indulgências, proibição de qualquer pessoa ler a Bíblia, o uso de imagens de santos nos cultos etc. E então, no dia 31 de outubro de 1517, Lutero coloca na parede da Catedral de Wittenberg as suas 95 Teses. E nessas teses, Lutero coloca suas oposições à grande parte daquilo que o catolicismo pregava, propagand…