Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2017

Não desanime, há olhos te vendo.2 Crônicas 15.7

Mas esforçai-vos, e não desfaleçam as vossas mãos; porque a vossa obra tem uma recompensa.  2 Crônicas 15.7


Algumas vezes nos sentimos desanimados com o que estamos a produzir para Cristo. Vem-nos a mente que nosso esforço, nossa dedicação, passa despercebido dos irmãos e companheiros. Não somos reconhecidos, não  recebemos a tão bem vinda gratidão que nos motivaria a prosseguir neste serviço. A ingratidão nos tira a vontade de continuar, pensamentos desanimadores nos vem a cabeça  e pensamos em parar de servir. Quando esse sentimento  de desânimo nos submete, sentimos a  vida terrivelmente pesada, insuportável. Nossa vida espiritual declina e nem de orar temos mais vontade .  Coisas que tínhamos enorme alegria em realizar para Deus agora já se nos apresentam como custosas, enfadonhas.  Sintomas  de que algo anda mal em nosso coração. Não há justificativas aceitáveis para desistir, não há motivos legítimos para dizer: "já que não sou, nem valorizado e nem reconhecido, vou parar de …

Richard Baxter o Pastor Aprovado

Quer conhecer um pastor realmente aprovado, um modelo de pastor? Vamos então  conhecer um puritano. Entre  os teólogos  e pastores Puritanos  do Século XVII   destaca-se  Richard Baxter. Nascido em Rowton - Chester ano de  1615.   Ele estudou na   Escola Pública Donnington. Completou seus estudos e foi   foi ordenado diácono pelo Bispo de Worcester  em 1638,   trabalhou como preletor e co-pastor em Kidderminster.  Serviu como capelão no Exército do Parlamento até 1647, retornando a Kidderminster como pastor. Pastoreou até o ano de 1661.  Nesta cidade ele empreendeu um dos mais bem sucedidos ministérios pastorais que temos notícia e do qual falaremos em breve com mais detalhes. Baxter só casou  após ter sido removido das funções pastorais.  Casou-se com Margaret, que foi uma jovem convertida em seu ministério, em 19 de setembro de 1662. Ele foi expulso de seu pastorado em razão de  ter se recusado a assinar o Ato de Uniformidade, promulgado em 1662. O Ato de Uniformidade de 1662, que obriga…

Sabedoria ou astúcia. Salmos 119.118

Desprezas todos os que se desviam dos teus estatutos, pois a astúcia deles é falsidade. Salmos 119:118


Astúcia não é o mesmo que sabedoria. Existe uma abismo de diferença entre estes dois conceitos. Deus abomina a astúcia. O salmista conhecia a astúcia dos que se desviavam dos divinos mandamentos.
Lemos em Gênesis 27.35 - Jacó astuciosamente roubando a bênção de Esaú. Em Êxodo 1.10 - Faraó  astuciosamente tenta  impedir a multiplicação do povo  israelita  no Egito. Em Josué 9.4 - Os gibeonitas enganam com astúcia Josué e os príncipes de Israel para que Gibeão não seja destruída. Lemos também no NT que os fariseus tentaram, sem sucesso, usar de astúcia com Jesus para o enganar e levar vantagem sobre ele.  Em 2 Coríntios 11:3, Paulo fala que com astúcia Eva foi enganada pela Serpente para que pecasse comendo da árvore do conhecimento do bem e do mal.

 A astúcia não é uma qualidade e por isso  nunca é louvada como tal nas Escrituras. Quem usa de astúcia leva vantagem sobre seu semelhante  caus…

As feridas do Apóstolo Paulo

Quem de nós, cristãos, nunca sentiu vontade de ser como o apóstolo Paulo? Um exemplo de fidelidade, amor e zelo pela Igreja de Deus. Um homem cheio de fé e de fibra, usado prodigiosamente pelo Senhor para propagar o evangelho em quase todo mundo conhecido nos primeiros séculos. Inteligente, excelente orador e cheio de intrepidez e ousadia. para muitos imitável, para outros invejável. Paulo também era um homem sofrido, muito sofrido e e essas dores e sofrimentos não são invejáveis. Quem invejaria costas rasgadas, rosto marcado, cicatrizes por todo o corpo, resultado de pedradas.  Quem invejaria as prisões, as noites sem dormir, o frio, a fome o naufrágio?
Se existe um homem que sabe muito bem o que é sofrimento este foi Paulo de Tarso.
Sabemos que Jó foi  conhecido como homem que sofreu muito e   ninguém sofreu mais que Jesus nos momentos em que estava entregando sua vida na cruz pela humanidade, sofrimento físico e espiritual. Porém conhecemos poucos homens que sofreram como o apóstolo…

A Velha e a Nova Reforma

A Igreja   está sangrando. Está machucada, ferida. Há heresias  enraizadas no cerne da igreja. As instituições eclesiásticas corrompidas. Sujeiras  e escândalos por todos os lados. Desordem , invejas, maldades  e todo tipo de profanações dentro dos templos. Falta amor e piedade na vida dos oficiais da Igreja. Falta pregação bíblica nos púlpitos.  Onde estão os profetas?
Estamos no ano de 1517 e Lutero sente no seu coração um ímpeto irresistível, ele deseja a mudança desta situação, ele está irado, inconformado ele deseja protestar. Há muita coisa errada que está contaminando o povo de Deus, coisas que precisam ser mudadas com urgência. Eis o homem que Deus escolheu para dar início a um movimento sem precedentes na história mundial:  Lutero.
Dia 31 de outubro deste ano estaremos comemorando 500 anos da reforma protestante. Martinho Lutero afixou na porta da capela de Wittemberg 95 teses, que disputam  especialmente sobre penitência, indulgências e a salvação pela fé.  Assim Lutero dá iníc…

A Usinagem do Cristão

O termo usinagem significa submeter  a matéria-prima, especialmente o metal,  a um processo mecânico para se transformar em uma peça.  Esta peça pode tornar-se em várias coisas, como: chaves, pinos, lâminas,engrenagens, entre outras. Sem a usinagem o material não tem utilidade. Ele precisa ser trabalhado para que alcance a forma, o tamanho e as propriedades ideais. Para isso existem ferramentas e maquinário específico para cada tipo de peça.  Estas ferramentas podem ser: o torno industrial, a fresa, o esmeril, ferramenta de corte, entre outras.
Podemos tirar daí uma analogia com a vida de um cristão que foi chamado á salvação. Ele também precisa ser trabalhado para se tornar uma peça útil nas engrenagens da Igreja de Cristo. O salvo precisa adquirir um perfil diferenciado, uma forma e características bem especiais para se enquadrar entre as peças úteis. A Igreja  precisa destas peças para funcionar.
Muitas denominações estão padecendo hoje em dia por não possuírem peças adequadas para que …

Não é minha mão que me segura.Salmo 119.117

Sustenta-me, e serei salvo, e de contínuo terei respeito aos teus estatutos. Salmo 119.117


Pensemos na cena: Um homem dependurado em uma ponte,  segurando apenas por uma mão, prestes a cair. Esta  ponte cruza por cima de um despenhadeiro altíssimo. Ele está por um triz de se espedaçar nas pedras lá em baixo.  Sua pouca força está findando, seu braço não resistirá muito tempo. Não sabemos muito da situação que se encontra o salmista, mas pelo seu pedido de socorro parece-nos que está em apuros. Ele clama por auxílio, ele precisa ser sustentado, segurado. Parece este homem pendurado na ponte. A força de que precisamos para sermos salvos não vem de nós,  ela emana de Deus. É isso que precisamos saber. Somos como o salmista, estamos prestes a sucumbir diante do mal e do pecado do mundo. Nossa vida é frágil como uma neblina, quem nos garantirá viver no próximo dia, próxima hora, próximo segundo? É impressionante como somos frágeis, como somos sujeitos a todo tipo de doença, de desastre. Somos …

Estudo Bíblico Indutivo - EBI

 Introdução
O estudo Bíblico indutivo é  um método que procura levar o leitor a estudar o texto cuidadosamente, observando todos  os detalhes. Desta forma  não se tenta impor ideias próprias ou opiniões sobre o texto.  A Bíblia deve falar por si mesma,   sem preconceitos ou manipulações textuais.
Este método é especialmente vantajoso  porque nos provê a possibilidade de aprendermos ensinos não tendenciosos daquilo que Deus está comunicando através da porção da Escritura em questão.
Você analisa  as   palavras, as frases, sentenças, parágrafos e capítulos, e começa a descobrir e desenvolver as ideias que eles contém.  Primeiro você entende o texto , o autor e seu contexto, só depois você tentará extrair aplicações pessoais.
Resumo deste método.
Primeiro lugar, disponha de um tempo determinado para ler. Nem muito extenso para não ser cansativo, nem curto,  que  seja suficiente para entender bem o texto escolhido.
 Depois ache um lugar confortável, pegue uma Bíblia comum, não uma Bíblia de e…

Total de visualizações