Pular para o conteúdo principal

Bondade e Justiça. Salmo 119.75

 Bem sei eu, ó Senhor, que os teus juízos são justos, e que segundo a tua fidelidade me afligiste. Salmo 119.75


Uma pergunta interessante que gostaria de fazer, reflita sobre ela. Por que os homens geralmente administram pessimamente tanto a justiça quanto a  misericórdia? Por que não conseguem agir com justa severidade para com alguns que merecem , nem sabem agir com bondade perdoando o castigo de outros?
Isso  ocorre pois eles não sabem nem o padrão de justiça nem o padrão de bondade. Não sabem ser bons nem ser justos.
Não há realmente um parâmetro de bondade nem de justiça fora da Palavra de Deus. E sabemos que nossa sociedade quer cada vez mais se desvincular dos padrões estabelecidos na Bíblia Sagrada.

Sobre o padrão de  justiça.
Olhando os justos juízos de Deus podemos avaliar corretamente o padrão de justiça que nós mesmos possuímos e podemos avaliar nossas atitudes e ações. Mas se não tivermos este referencial nos apoiaremos apenas em nossas opiniões e achismos. Filósofos e pensadores da atualidade se debatem para achar um padrão ético que seja universalmente aceito e que possa se aplicar a todas as culturas, etnias e contextos. 
Por exemplo: o que é certo para um chinês muitas vezes não é justo nem aceitável para um boliviano, o que é correto para um mexicano pode não fazer sentido para um árabe. Como pois conciliar as diferentes concepções de justiça sem uma Lei Maior que possa ser o árbitro em nossas diferenças?
Para o cristão mexicano e para o cristão chinês , o boliviano, o chileno e para qualquer outro cristão o padrão de justiça é a Lei que emana da Palavra de Deus. Nada pode se alterar ao que que o Senhor já determinou como correto e justo, esse é nosso referencial maior.

Sobre o padrão de  bondade.
A bondade , é quando podendo agir contra alguém , seja para punir ou exigir restituição , não o fazemos , para  beneficio da própria pessoa ofensora. Parece simples, e fácil ser bom, mas não é.
Muitas vezes  aliviar um sofrimento , ou deixar de exigir um direito não é a melhor forma de ajudar e ser bondoso com alguém. Um pai que castiga o filho que insiste em desobedecer está sendo bondoso para ele dando-lhe o castigo. Um chefe que desconta no salário as faltas de um empregado relapso está sendo bom com ele, ensinando-o como deve ser responsável. Nem sempre ser bom é deixar de punir, ou de castigar.
Saber quando devemos agir com tolerância e quando devemos agir com firmeza é algo muito difícil de aprender, na verdade, conseguir ser plenamente bom e plenamente justo é algo que só nosso Deus consegue. O salmista identificou isso quando , depois de ter passado pela prova e pelo sofrimento ele encontrou a paz entendendo que tudo o que o Senhor o fez passar teve sempre a bondade e a fidelidade de Deus como parâmetro.
Nas maiores dores, nas maiores aflições, O Senhor permaneceu sendo justo , mas não somente justo , mas bondoso e fiel.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zwínglio o Reformador Completo

Huldreich Zwínglio (1484-1531) foi um homem formidável, acima de seu tempo. Viveu pouco tempo (47 anos) e não é tão conhecido hoje como Calvino ou Lutero, no círculo evangélico. Ele era um teólogo excepcionalmente capaz como Calvino , como também possuía qualidades de liderança e fibra que se distinguiam na personalidade de Lutero.
Zwínglio foi o líder da reforma suíça e fundador das igrejas reformadas suíças. Independentemente de Martinho Lutero, Zwínglio chegou a conclusões semelhantes pelo estudo das Escrituras. Os dois não foram influenciados em suas teologias um pelo outro, suas reformas e inovações se deram em paralelo, naturalmente guiados pelo Espírito Santo.
Ele foi famoso por propor, assim como Lutero, algumas teses que confrontavam a teologia romana. Os 67 artigos de Zwínglio. Clique AQUI para conhecer os 67 Artigos de Zwínglio. Zwínglio contrastava de Lutero pois , apesar de enérgico e implacável contra os desmandos do papa e as heresias romanas , ele sempre contestava …

Trindade Imanente e Trindade Econômica

Não se pode estudar Teologia do ponto de vista ortodoxo sem refletir a respeito da doutrina Trindade. A grande maioria das Igrejas cristãs abraça esta doutrina. Ela é básica para o Cristianismo.  A Declaração típica do credo cristão histórico é: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo .
Os judeus do tempo de Jesus davam muita ênfase à unidade de Deus, e esta ênfase foi trazida para dentro da igreja cristã. Não muito tempo depois,  estudiosos da Bíblia notaram que a Unidade ensinada no Judaísmo não era tão evidente assim como se entendia na época. Analisando as afirmações de Cristo e as revelações do apóstolo Paulo chegou-se a conclusão de uma Triunidade, também chamada de  Trindade .
Tertuliano (ca. 160 - ca. 220 d.C.) foi o teólogo responsável pelo desenvolvimento do termo Trindade, ele criou a palavra “Trindade” (no latim, Trinitas), esse termo desde a sua época tornou-se característico da teologia cristã. Muitos teólogos do cristi…

A Importância da Reforma nos nossos dias

A Importância da Reforma nos nossos dias

Olá irmãos em Cristo. Estamos em clima de festa, pois no dia 31 de outubro comemoramos o aniversário da Reforma Protestante. E a convite do meu amigo Vitor, estou aqui para fazer um breve texto sobre a importância da Reforma nos nossos dias atuais.
Pouco se ouve falar da Reforma nos nossos dias atuais. A mídia tenta encobrir essa data com o Halloween, e as escolas quando falam sobre o assunto, na maioria dos casos, coloca os reformadores como os “vilões” da história.
A Reforma começou na Alemanha, no ano de 1517, quando o então cardeal da Igreja Católica Martinho Lutero se opôs a algumas regras e normas impostas pela Igreja Católica, como as indulgências, proibição de qualquer pessoa ler a Bíblia, o uso de imagens de santos nos cultos etc. E então, no dia 31 de outubro de 1517, Lutero coloca na parede da Catedral de Wittenberg as suas 95 Teses. E nessas teses, Lutero coloca suas oposições à grande parte daquilo que o catolicismo pregava, propagand…