Pular para o conteúdo principal

Ira - resposta de Deus para o pecado



E o Senhor levanta a Sua voz diante do Seu exército; porque muitíssimos são os Seus arraiais; porque poderoso é, executando a Sua palavra; porque o dia do Senhor é grande e mui terrível, e quem o poderá sofrer? Joel 2.11
Comentário expositivo sobre Joel capítulo 2 - ministrado em 31 de maio de 2013

Percebam a desoladora situação : A nação de Judá, é devastada por uma nuvem de gafanhotos. Estes gafanhotos destroem tudo - os campos de trigo, as vinhas, os jardins e as árvores.  O profeta explica que  tudo isso é julgamento divino sobre a nação por seus pecados.
Vamos ao texto.
No v. 12 do capítulo 2 de Joel o profeta exorta o povo para que  chore, lamente e se arrependa de suas transgressões.Humilhação, o ato de rasgar "os corações", ou seja quebrantar-se e submeter-se humildemente ao Senhor para que ele tenha compaixão.
No v. 16, Joel diz :"congregai, santificai e preparai".O povo precisa se reunir e se preparar para um encontro especial com o Senhor.Ninguém pode faltar à Sagrada Convocação.Todos devem também estar preparados para o grande encontro.
O profeta ainda ressalta no v. 17  que é fundamental que o Sacerdote  chore.Que o ministro de Deus e líder do povo seja o exemplo de humilhação e submissão total e irrestrita ao Senhor.Isso com Jejum, com pranto e com fervor.
No v.18 vemos que o Criador mostrou-se zeloso e compassivo.Resolveu perdoar os desobedientes e ingratos filhos de Israel. Sua misericórdia triunfou sobre sua Ira.
Do v.19  até o final do capítulo percebemos provisão divina para: segurança,proteção e alegria do seu povo.

--------
Como podemos aplicar a passagem de Joel em nossos dias?
Assim como nos dias de Joel em que a praga dos gafanhotos havia devastado o Povo Santo de Israel, hoje estamos presenciando a Ira do Criador contra a humanidade pecadora.
Todos nós estamos sob a Ira divina.
------
A ira de Deus.
A palavra ira vem do grego “orge” e pode ser traduzida como: raiva, mau humor, emoção violenta, indignação e desejo de vingança.
Essa definição é mais relacionada com o ser humano.
A ira de Deus é diferente. A Ira divina é a reação da Sua  santidade  face à impiedade e rebelião.

“A ira de Deus não indica alguma forma de emoção humana, que perturbe o equilíbrio emocional das pessoas e as torne desejosas de ferir às outras, em forma de ações maldosamente planejadas, conforme a ira humana geralmente obriga as suas vitimas a fazerem. A ira de Deus é ordinariamente aludida em termos escatológicos, referindo-se ao julgamento que haverá no futuro dia do Senhor.”
(R. N. Champlin, Comentário sobre Romanos)

Na verdade a ira de Deus é a resposta divina ao pecado.
-----
Algumas pessoas serão protegidas no terrível dia da Ira do Senhor

Os filhos de Deus de nossa geração, o povo Eleito,que são todos aqueles que entenderam a gravidade da Ira de Deus que permanecia sobre eles.
Aqueles que perceberam o quanto haviam ofendido e desagradado ao Senhor Deus Criador mas se humilharam, lamentaram, se arrependeram.Sabendo que eram incapazes de fazerem as pazes com Deus por sim mesmos confiaram na graça e no amor de Jesus para que por eles intercedessem.
Estes estarão seguros neste momento de ajuste de contas.

Jesus, que suportou a condenação e a ira de Deus na cruz sem dela ser merecedor, conquistou para que eles - pecadores arrependidos e humilhados- o direito de se aproximarem de Deus sem o temor de sua Ira e sem o medo de serem punidos e rejeitados.
-------
Há muitos que rejeitam a oferta de perdão.Há muitos que se negam a reconhecer seus pecados. Há muitos que não querem se humilhar perante o Senhor.Há muitos que confiam em si mesmos para escapar da Santa Ira.  
 O resultado final será no  dia do Senhor vai ser que “a arrogância do homem será humilhada, e a sua altivez se abaterá, e só o SENHOR será exaltado naquele dia” (Isaías 2:17). 

O cumprimento final das profecias sobre o “Dia do Senhor”, que O profeta Joel faz também referência, vai vir no final da história quando Deus vai punir o mal com seu poder impressionante e cumprir todas as Suas promessas.


 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zwínglio o Reformador Completo

Huldreich Zwínglio (1484-1531) foi um homem formidável, acima de seu tempo. Viveu pouco tempo (47 anos) e não é tão conhecido hoje como Calvino ou Lutero, no círculo evangélico. Ele era um teólogo excepcionalmente capaz como Calvino , como também possuía qualidades de liderança e fibra que se distinguiam na personalidade de Lutero.
Zwínglio foi o líder da reforma suíça e fundador das igrejas reformadas suíças. Independentemente de Martinho Lutero, Zwínglio chegou a conclusões semelhantes pelo estudo das Escrituras. Os dois não foram influenciados em suas teologias um pelo outro, suas reformas e inovações se deram em paralelo, naturalmente guiados pelo Espírito Santo.
Ele foi famoso por propor, assim como Lutero, algumas teses que confrontavam a teologia romana. Os 67 artigos de Zwínglio. Clique AQUI para conhecer os 67 Artigos de Zwínglio. Zwínglio contrastava de Lutero pois , apesar de enérgico e implacável contra os desmandos do papa e as heresias romanas , ele sempre contestava …

Trindade Imanente e Trindade Econômica

Não se pode estudar Teologia do ponto de vista ortodoxo sem refletir a respeito da doutrina Trindade. A grande maioria das Igrejas cristãs abraça esta doutrina. Ela é básica para o Cristianismo.  A Declaração típica do credo cristão histórico é: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo .
Os judeus do tempo de Jesus davam muita ênfase à unidade de Deus, e esta ênfase foi trazida para dentro da igreja cristã. Não muito tempo depois,  estudiosos da Bíblia notaram que a Unidade ensinada no Judaísmo não era tão evidente assim como se entendia na época. Analisando as afirmações de Cristo e as revelações do apóstolo Paulo chegou-se a conclusão de uma Triunidade, também chamada de  Trindade .
Tertuliano (ca. 160 - ca. 220 d.C.) foi o teólogo responsável pelo desenvolvimento do termo Trindade, ele criou a palavra “Trindade” (no latim, Trinitas), esse termo desde a sua época tornou-se característico da teologia cristã. Muitos teólogos do cristi…

A Importância da Reforma nos nossos dias

A Importância da Reforma nos nossos dias

Olá irmãos em Cristo. Estamos em clima de festa, pois no dia 31 de outubro comemoramos o aniversário da Reforma Protestante. E a convite do meu amigo Vitor, estou aqui para fazer um breve texto sobre a importância da Reforma nos nossos dias atuais.
Pouco se ouve falar da Reforma nos nossos dias atuais. A mídia tenta encobrir essa data com o Halloween, e as escolas quando falam sobre o assunto, na maioria dos casos, coloca os reformadores como os “vilões” da história.
A Reforma começou na Alemanha, no ano de 1517, quando o então cardeal da Igreja Católica Martinho Lutero se opôs a algumas regras e normas impostas pela Igreja Católica, como as indulgências, proibição de qualquer pessoa ler a Bíblia, o uso de imagens de santos nos cultos etc. E então, no dia 31 de outubro de 1517, Lutero coloca na parede da Catedral de Wittenberg as suas 95 Teses. E nessas teses, Lutero coloca suas oposições à grande parte daquilo que o catolicismo pregava, propagand…