Pular para o conteúdo principal

O Coração sadio e coração doente. Salmo 119.70

Torna-se-lhes insensível o coração como a gordura; mas eu me deleito na tua lei. Salmo 119.70


Os médicos insistem que a pior gordura é aquela que acumulamos na volta do coração. Eles afirmam que essa gordura é prejudicial especialmente para nossos vasos e artérias podendo levar a vários problemas de saúde como: hipertensão, diabetes, infartos, derrames entre outros. Pior ainda é a gordura que afeta diretamente  o coração,  ela  entope artérias que alimentam o músculo cardíaco (miocárdio). Se o vaso sanguíneo que alimenta o miocárdio estiverem entupidos de gordura a morte é quase certa, o infarto pode ser fulminante.
A Bíblia fala também de uma gordura do coração, mas não do coração físico, não do músculo cardíaco, ela trata da sede da alma e das emoções, o que as Escrituras chamam de coração.Coração foi a palavra que a maioria dos povos escolheu para simbolizar o centro das emoções e dos sentimentos. A literatura universal já consagrou o coração como sede das emoções, e isso vêm desde a antiguidade. O coração palpita quando a ira, o medo, o amor e outros sentimentos invadem nossa alma. Por isso o coração é ligado aos sentimentos.
Essa gordura é tudo aquilo que pode tornar um coração embrutecido e sem vida, tudo que afeta nossa saúde espiritual e nos torna insensíveis tanto à Palavra de Deus quanto às misérias dos nossos semelhantes.  Se a função do coração saudável e vivo é sentir, sabemos que o coração insensível está doente e precisa ser sarado. O coração que não sente está bruto, duro , seco e não tem vida espiritual.
Há muitos corações doentes hoje em dia. Corações duros, empedernidos. Vamos aos sintomas de uma pessoa com coração duro:
- Egoísmo- Não pensa nos outros apenas em sim mesmo e no seu bem estar.
- Vaidade - cuida demasiado de sua aparência e de seu status.
- Avareza- Apega-se excessivamente ao dinheiro e aos bens materiais
- Arrogância - Pensam que são suficientes e se bastam a si mesmas, estas pessoas entendem que nunca precisam ou precisarão dos outros. Justamente por isso se entendem superiores aos outros.
- Inveja - Elas não podem perceber a felicidade de outrem sem se sentirem ofendidas e amarguradas.
- Indiferença - Pessoas de coração embrutecido não olham com simpatia o sofrimento alheio, não se compadecem, não choram pelo outro, não tem empatia nem sentem afeto desinteressado pelo próximo.
Se você vir uma pessoa com estes sintomas pode ter certeza que esta pessoa está doente e precisa de tratamento. Esta pessoa está sofrendo de coração gorduroso, insensível e está prestes a ter um infarto com sua própria maldade.
Mas, ao invés de julgarmos estas pessoas, nós que temos o Espírito Santo habitando em nossos corações, sensibilizando nossas vidas, devemos orar e interceder por estas almas doentes, para que Deus as cure de sua dureza.
Como nos mostra o salmista neste versículo, o sintoma de um coração sensível é o deleitar-se, o apaixonar-se pela palavra de Deus. Quem está cheio de vida espiritual sabe amar a Lei divina, sabe compreender o amor a Deus e o amor ao próximo.
O coração saudável:
- É altruísta - Não pensa somente em si, mas procura auxiliar o próximo em suas dificuldades.
- É generoso - Não se prende ao dinheiro, nem aos bens materiais, mas usa seus bens com liberalidade para benefício de seus semelhantes.
- É humilde - Sabe de suas fraquezas e não se julga melhor do que ninguém.
- É sensível - Se compadece e sofre com a dor do outro. Ama e ajuda quem lhe roga auxílio e nunca vira as costas ao aflito e necessitado, sempre o ajudando na medida de suas possibilidades.

Quem age desta forma está com o coração saudável e sensível, cheio de saúde e vida com Deus.



Comentários

  1. Que possamos estar empenhados em cuidar da saúde de nosso coração espiritual da mesma forma que cuidamos de nosso coração físico. Que Deus nos ajude.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Trindade Imanente e Trindade Econômica

Não se pode estudar Teologia do ponto de vista ortodoxo sem refletir a respeito da doutrina Trindade. A grande maioria das Igrejas cristãs abraça esta doutrina. Ela é básica para o Cristianismo.  A Declaração típica do credo cristão histórico é: Cremos em um só Deus, eternamente subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo .
Os judeus do tempo de Jesus davam muita ênfase à unidade de Deus, e esta ênfase foi trazida para dentro da igreja cristã. Não muito tempo depois,  estudiosos da Bíblia notaram que a Unidade ensinada no Judaísmo não era tão evidente assim como se entendia na época. Analisando as afirmações de Cristo e as revelações do apóstolo Paulo chegou-se a conclusão de uma Triunidade, também chamada de  Trindade .
Tertuliano (ca. 160 - ca. 220 d.C.) foi o teólogo responsável pelo desenvolvimento do termo Trindade, ele criou a palavra “Trindade” (no latim, Trinitas), esse termo desde a sua época tornou-se característico da teologia cristã. Muitos teólogos do cristi…

Um caminho sujo para o jovem limpo - Salmo 119.9

Com que purificará o jovem o seu caminho? Observando-o conforme a tua palavra.  Salmo 119.9

Imagine comigo uma cena : um rapaz  limpo e  cuidadoso , com vestes muito brancas, tem de  cruzar por um caminho difícil e sujo para chegar ao seu destino. Para complicar , o lugar que o espera só o receberá se estiver com suas  vestes limpas. A trilha é lamacenta e ele irá inevitavelmente se sujar. Não há grama, concreto, pedras ou algum atalho identificável, ele terá que passar pelo barro. Para um jovem asseado como ele , a sujeira é desafiadora, incômoda, detestável. Sua aflição é grande por que sabe ter que trilhar este caminho. Mas imagine também que ele ouça alguém que lhe dirige a palavra dizendo: por aqui, escute a minha voz, siga por este caminho, desvie dos buracos. Mais adiante  esta voz lhe  avisa sobre uma poça, um galho, um obstáculo e assim  por diante, conselho sobre conselho, ele vai seguindo sem duvidar que essa voz lhe manterá  longe da sujeira e dos perigos do caminho. Não prec…

Os Pais capadócios

A região da Capadócia (também conhecida como Província da Capadócia) era localizada na área centro-oriental da Anatólia na moderna Turquia. Era um dos domínios romanos da região da Ásia Menor. Os Pais Capadócios foram três notáveis teólogos que viveram nesta região entre os concílios de Niceia (325) e o de Constantinopla (381). Sendo que suas contribuições para o Concilio constantinopolitano foram especialmente  relevantes. São eles  Basílio, Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa  e ficaram  conhecidos como os  Padres Capadócios.
Os três foram grandes amigos do assim chamado “Campeão da Ortodoxia” Atanásio, ou Atanásio de Alexandria , e criaram fórmulas para desenvolver a doutrina da Trindade de forma a ser aceita pela maioria dos teólogos da época. Basílio de Cesaréia e Gregório de Nissa eram irmãos, sendo que Basílio, que era seis anos mais velho, foi quem ensinou os princípios elementares da fé a seu irmão mais novo Gregório. Gregório de Nazianzo foi amigo íntimo dos dois, compartil…