Blog sobre Teologia contemporânea. Devocionais, artigos e Estudos Bíblicos indutivos

terça-feira, 6 de junho de 2017

O Ódio Inteligente.Salmos 119.104

Pelos teus mandamentos alcancei entendimento; por isso odeio todo falso caminho.  Salmos 119.104


Você sabe odiar com inteligência? Sabe amar com moderação?
A sabedoria do salmista era odiar com inteligência. Parece estranho mas o fato é que nem todo o tipo de  amor é ideal.   
O amor é a coisa mais bela, mais profunda e mais desejada do mundo. Por amor se fazem coisas extraordinárias, gestos maravilhosos, obras grandiosas. Histórias magníficas são construídas em nome do amor. Sentimento cantado e declamado por poetas e músicos.
Analisando com mais detalhes, podemos perceber que nem sempre o amor é  tão belo e tão  bom.  O amor próprio elevado ao extremo gera o egoísmo, gera uma desmedida vaidade. Também, no outro extremo,  em nome do amor alguém pode valorizar tanto o ser amado que acaba por deixar de cuidar de si e de se valorizar, o que não é nada positivo.  Alguns tem tanto amor às coisas que acabam dando sua vida tentando protegê-las.Uns amam tanto sua terra,  amam  um esporte (por exemplo o futebol),  amam  um carro, uma casa; enfim são tantos amores desvirtuados que muitos deixam de cuidar de sua família e de si mesmo em nome destes tipos de amor. Amores assim são destrutivos. Amores que anulam outros amores mais legítimos.
O ódio ao contrário é mal visto. A maioria das pessoas não quer nem aprecia  este sentimento. Ele é visto como negativo, algo a ser evitado sempre. Como diz o provérbio: "O ódio enfeia o rosto e adoece o coração "(Pv 15.13).
Mas a Bíblia ensina que o ódio em alguns ocasiões é bem vindo. Neste caso, o salmista está dizendo que observando a Palavra e alcançando por ela o entendimento ele pode descobrir em si mesmo o ódio pelos caminhos falsos , ou seja, pela mentira.
Há muitas coisas que são necessárias para se odiar. O ódio só é destrutivo quando se dirige aos indivíduos. As pessoas por mais malignas que sejam , ou  por mais que nos tenham feito mal, devem ser perdoadas e amadas, nunca odiadas.
Mas agora o salmista não ensina odiar pessoas, ele ensina a odiar os caminhos maus.
Devemos odiar o orgulho, mas não as pessoas orgulhosas.
Odiar o preconceito, mas não as pessoas preconceituosas.
Odiar a inveja, mas não as pessoas invejosas.
Odiar a mentira, mas não as pessoas mentirosas.
Devemos odiar o nosso pecado, nossos erros, nossas falhas, mas não odiarmos a nos mesmos.
Resumindo, devemos odiar o pecado, mas não odiar o pecador. O pecador precisa ser perdoado e não odiado.
É comum odiarmos as pessoas e esquecermos de odiar as atitudes erradas. Alguns odeiam  quando alguém mente para eles, mas não odeiam a mentira a ponto de também evitarem de mentir para alguém. Se  odiássemos  de verdade o pecado e as atitudes erradas em vez de odiarmos as pessoas seremos muito mais felizes e abençoados e estaremos cumprindo toda a lei de Cristo.

Amar as pessoas e odiar o pecado, isso é um ódio inteligente.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Sobre Mim

Sou cristão evangélico, casado com Thainá Oliveira, secretário de escola, formado em Teologia e acadêmico de filosofia. Sou membro da Igreja Presbiteriana do Brasil , na cidade de Cachoeira do Sul, RS onde resido.
Amo Jesus, minha esposa , família, minha Igreja , minha terra e também amo escrever.

IPB

IPB
Logo Igreja Presbiteriana do Brasil

Seguidores

Minha lista de blogs

Total de visualizações

Siga-me por e-mail!

Menu (Editar so No Html )

Recent Posts

Sobre Mim

Sou cristão evangélico, casado com Thainá Oliveira, secretário de escola, formado em Teologia e acadêmico de filosofia. Sou membro da Igreja Presbiteriana do Brasil , na cidade de Cachoeira do Sul, RS onde resido.
Amo Jesus, minha esposa , família, minha Igreja , minha terra e também amo escrever.

Copyright © Blog do Vitor Germano | Powered by Blogger

Design by ThemePacific | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com